sexta-feira, 29 de março de 2013

Toque de Luz...


Talvez não saibas que, em plena luz do dia, inúmeros irmãos nossos se movimentam de alma em sombra.

Observa.


Dialogarás com eles e perceberás que, psicologicamente, se mostram longe.


No entanto, às vezes, não são simplesmente monossilábicos, mas também duramente agressivos.


Renteando com eles, recorda que, em muitas ocasiões, na Terra, nos sentimos divididos entre o apreço que devemos aos outros e o sofrimento que carregamos em nós.


A noite na alma decorre de causas diversas.


Em alguns companheiros, procede do pessimismo com que rejeitam as provações que se lhe fazem precisas; em outros, nasce dos conflitos que sustentam consigo próprios.


Terás pessoas amigas que te ouvem, atendendo à cortesia, mas trazendo os sentimentos em tribulações inconfessáveis; e surpreenderás, ainda outras, que te respondem a essa ou aquela proposta, sem a mínima percepção dos temas aos quais te vinculas, em vista de se acharem completamente voltadas ao desespero.


As vezes, semelhantes companheiros, quebrados de dor, a dentro deles próprios, permanecem junto de ti.


Localizar-se-ão, provavelmente, entre aqueles que mais amas.


Quando te vejas a frente de criaturas assim desoladas, a se esforçarem para que não lhes anotes os processos de angustia, não lhes revolvas o fel com perguntas e apontamentos desnecessários.


Ouve-lhes as confidencias sofridas e silencia quando não lhes possas doar alguma frase de esperança e consolo.


E seja qual for o quadro de provações em que se debatam, oferece-lhe um gesto de amizade e compreensão, acrescido pela bênção de um sorriso, porque para dissipar as sombras de um coração atormentado, muitas vezes, basta isso, porque um sorriso de simpatia é sempre um toque de luz.(Chico Xavier)

domingo, 24 de março de 2013

Arte...Dos Gatos

> Video - Gatos arteiros, fazendo o que mais gostam...

O gato (Felis silvestris catus), também conhecido como gato caseiro, gato urbano ou gato doméstico, é um animal da família dos felídeos, muito popular como animal de estimação. Ocupando o topo da cadeia alimentar, é um predador natural de diversos animais, como roedores, pássaros, lagartixas e alguns insetos.

A primeira associação com os humanos da qual se tem notícia ocorreu há cerca de 9.500 anos, mas a domesticação dessa espécie oriunda do continente africano é muito mais antiga. Seu mais primitivo ancestral conhecido é o Miacis, mamífero que viveu há cerca de 40 milhões de anos, no final do período Paleoceno, e que possuía o hábito de caminhar sobre os galhos das árvores. A evolução do gato deu origem ao Dinictis, espécie que já apresentava a maior parte das características presentes nos felinos atuais. A sub-família Felinae, que agrupa os gatos domésticos, surgiu há cerca de 12 milhões de anos, expandindo-se a partir da África subsaariana até alcançar as terras do atual Egito.

Existem cerca de 250 raças de gato-doméstico, cujo peso variável classifica a espécie como animal doméstico de pequeno a médio porte. Assim como cães com estas dimensões, vive entre quinze e vinte anos. De personalidade independente, tornou-se um animal de companhia em diversos lares ao redor do mundo, para pessoas dos mais variados estilos de vida. Na cultura humana, figura da mitologia às superstições, passando por personagens de desenhos animados, tiras de jornais, filmes e contos de fadas. Entre suas mais conhecidas representações, estão os gatos: Tom, Frajola, Gato Félix, Gato de Botas e Garfield.

Electric Light Orchestra - Evil Woman

Electric Light Orchestra (ELO) foi uma banda de rock britânica dos anos 70 e 80.

Depois de várias mudanças na formação, o grupo alcançou sucesso no final dos anos 70 com ajuda da música disco. Com o fim da ELO em 1986, seu líder Jeff Lynne autorizou que uma versão da banda com ex-integrantes fosse formada em 1990. O grupo foi chamado Electric Light Orchestra Part Two, lançando dois álbuns de pouca repercussão durante os anos 90.

Jeff Lynne reformulou a banda e retornou com a Electric Light Orchestra em 2001.

Apesar de singles de sucesso no início, no Reino Unido, a banda foi inicialmente mais bem-sucedido nos Estados Unidos, anunciado como "Os caras ingleses com os violinos grandes". Eles logo ganharam status de cult depois apesar das críticas mornas de volta em seu país natal no Reino Unido. Em meados da década de 1970, eles haviam se tornado uma das maiores bandas de venda no mundo. De 1972 a 1986, a ELO acumulou 27 Top 40 singles de sucesso no Reino Unido e nos Estados Unidos. O grupo também detém o recorde de ter mais Billboard Hot 100 Top 40 hits do que qualquer outra banda na história dos Estados Unidos sem nunca ter um único single número um.
ELO obteve 19 prêmios da Music Canada, 21 da RIAA e 38 da BPI, e vendeu mais de 100 milhões de álbuns no mundo inteiro durante o período ativo.


Nascimento da banda

No final dos anos 60, Roy Wood, guitarrista, vocalista e compositor do The Move, teve a idéia de formar uma nova banda que iria usar violinos, violoncelos, contrabaixos, metais e madeiras para dar a sua música um clássico som, tendo a música rock em sentido "que os Beatles tinham deixado". Jeff Lynne, líder do grupo de Birmingham, The Idle Race, estava animado com o conceito. Em janeiro de 1970, quando Carl Wayne deixou The Move, Jeff Lynne aceitou convite de Roy Wood segundo para entrar na banda sob a condição de que eles concentrariam a sua energia no novo projeto.

Em 12 de Julho de 1970, quando Wood acrescentou violoncelos múltiplos para uma canção escrita por Lynne se iniciou o novo conceito. "10538 Overture" se tornou a primeira música da Electric Light Orchestra. Para ajudar a financiar a banda novata, mais dois álbuns foram lançados da The Move durante as gravações ELO. O álbum de estréia resultante The Electric Light Orchestra foi lançado em 1971. (Foi lançado nos Estados Unidos em 1972 como "No Answer,[3] sendo o nome escolhido por um secretário da gravadora que tentou ligar para a empresa britânica e obter o nome do álbum - já que eles foram incapazes de manter contato, ele deixou um bilhete dizendo: "Sem resposta" e é assim que o álbum se tornou nomeado os EUA) "10538 Overture" se tornou um hit top-ten no Reino Unido. Jeff Lynne, Roy Wood, e Bev Bevan foram os membros iniciais da Electric Light Orchestra. Eles se juntaram em 1971 com Bill Hunt (teclados) e Steve Woolam (violino).

O primeiro concerto da ELO teve lugar em 15 de abril de 1972 no The & Hound's Pub Fox em Croydon, Reino Unido com um line-up de Roy Wood, Jeff Lynne, Bev Bevan, Bill Hunt (chifres, teclados), Wilfred Gibson (violino), Hugh McDowell (violoncello), Mike Edwards, Andy Craig (violoncelo) e Richard Tandy no baixo.

No entanto, logo surgiram tensões entre Wood e Lynne, devido a problemas com a gerência. Entre as gravações para o segundo LP da banda, Wood deixou a banda, levando os violoncelistas McDowell e Hunt com ele para formar a banda Wizzard. Apesar das previsões da imprensa da música que a banda iria arruinar sem Wood, que tinha sido a força matriz por trás da criação da ELO, Lynne intensificou a liderar a banda, com Bev Bevan restante na bateria, acompanhado por Gibson, Richard Tandy (agora em diante o sintetizador Moog), Mike de Albuquerque no baixo e vocais e Mike Edwards e Colin Walker nos violoncelos.

A banda lançou seu segundo álbum, ELO 2 em 1973, que produziu seu primeiro single gráfico nos EUA com uma versão extremamente elaborada do clássico de Chuck Berry "Roll Over Beethoven". ELO também fez sua primeira aparição no American Coreto.

Durante a gravação do terceiro álbum, Gibson foi demitido depois de um disputa por dinheiro e Walker deixou a turnê por ter ficado longe de sua família por muito tempo. Mik Kaminski ingressou como violinista, mantendo-se o violoncelista Edwards e McDowell, que voltou para a ELO. O álbum lançado chamado "On The Third Day", foi lançado no final de 1973, com a versão americana com o sucesso "Showdown", juntamente com uma fotografia incomum, tirada pelo famoso fotógrafo Richard Avedon , que tinha os integrantes expondo seus umbigos.(Wiki)


Letra > Tradução

Mulher Má

Você fez de mim um tolo
Mas os sonhos desfeitos tenho para terminar
Ei mulher você conseguiu o blues
Porque você não tem mais ninguém para usar
Há uma estrada aberta que leva a lugar nenhum
Então, basta fazer algumas milhas entre aqui e lá
Há um buraco na minha cabeça quando a chuva vem
Você tomou meu corpo e jogou para ganhar
Ha, ha mulher, é uma vergonha
Mas você não tem ninguém para culpar

Mulher má, mulher má
Mulher má, mulher má.

Laminados dentro de outra cidade
Acertar algum ouro, quente demais para se acalmar
Mas um tolo e seu dinheiro logo se vão maneiras distintas
E você descobriu um mentiroso tolo em uma ofuscação
Ha ha mulher
O que você vai fazer
Você destruiu todas as virtudes que o Senhor lhe deu
É tão bom que você está sentindo dor
Mas é melhor você começar a enfrentar a sua placa e treinar muito para a próxima
(Repete refrão)

Mulher má como você me fez mal
Mas agora você tem a lamentar uma canção diferente
Ha, ha engraçado como você me quebrou
Você fez o vinho agora você bebe um copo
Eu vim correndo todas as vezes que você chorou
Eu pensei eu vi o amor sorrindo em seus olhos
Ha, ha muito bom saber
Que você não tem nenhum lugar para ir

quinta-feira, 7 de março de 2013

Erasmo Carlos - Mulher

Erasmo Esteves (Rio de Janeiro, 5 de junho de 1941), mais conhecido como Erasmo Carlos, é um cantor e compositor brasileiro.

Sua parceria com o cantor Roberto Carlos certamente é a de maior sucesso na história da música popular brasileira, tanto em termos de venda Erasmo já vendeu mais de 100 milhões de cópias em seus 50 anos de carreira, quanto em termos de regravações, feitas por artistas de todo o Brasil e do exterior.

Junto com Roberto Carlos, compôs mais de 500 canções, gravadas tanto por Roberto Carlos quanto por inúmeros outros cantores.
Erasmo Esteves nasceu no bairro da Tijuca na Zona Norte do Rio de Janeiro, sua mãe saiu da Bahia grávida de um homem que não quis assumir a paternidade.

Erasmo conhecia Sebastião Rodrigues Maia (que mais tarde seria conhecido como Tim Maia) desde a infância, entretanto a amizade só viria na adolescência por conta da febre do Rock and Roll.

Em 1957, Tim Maia montou a banda The Sputniks, os membros da banda eram Tim, Arlênio Lívio, Wellington Oliveira e Roberto Carlos.

Após uma briga entre Tim e Roberto, o grupo foi desfeito, Wellington desistiu da carreira musical, o único remanescente era Arlênio que no ano seguinte resolveu chamar Erasmo e outros amigos da Tijuca, Edson Trindade e José Roberto, conhecido como "China" para formarem o grupo vocal "The Boys of Rock".

Por sugestão de Carlos Imperial o grupo passou a se chamar The Snakes, o grupo acompanhava tanto Roberto quanto Tim Maia em seus respectivos shows.

Erasmo foi apresentado a Roberto por Arlênio Lívio, Roberto precisava da letra da canção Hound Dog, sucesso na voz de Elvis Presley, então Arlênio disse que Erasmo seria a pessoa que possuiria tal letra, pois este era um grande fã de Elvis, Roberto descobriu outras afinidades com Erasmo, além de Elvis, ambos gostavam de Bob Nelson, James Dean, Marlon Brando, Marilyn Monroe, torciam para o Vasco da Gama.

Quando fazia parte do The Snakes, Tim Maia ensinou Erasmo a tocar violão.

O The Snakes chegou a acompanhar, o cantor Cauby Peixoto em sua inusitada passagem pelo rock, na gravação de "Rock and Roll em Copacabana" de 1957 e no filme "Minha Sogra é da Polícia" (1958), onde o cantor interpreta a canção "That's Rock" composta por Imperial.

Nos tempos da juventude também conheceu, Jorge Ben Jor, na época conhecido como Babulina e Wilson Simonal, que também foi agenciado por Carlos Imperial.

Erasmo resolveu adotar o nome Carlos no nome artístico em homenagem ao Roberto Carlos e a Carlos Imperial.

Com a chegada da Bossa nova, Erasmo também se deixou influenciar pelo gênero, Roberto chegou a se tornar crooner cantando Bossa nova, bastante influenciado por João Gilberto.

Antes de seguir carreira solo, Erasmo fez parte do banda Renato e Seus Blue Caps.

Participou efetivamente junto com Roberto Carlos e com Wanderléa do programa Jovem Guarda onde tinha o apelido de Tremendão, imitando as roupas e o estilo de seu ídolo Elvis Presley. Seus maiores sucessos como cantor nessa fase foram "Gatinha Manhosa" e "Festa de Arromba".

Em 1966, Erasmo, Eduardo Araújo e Carlos Imperial foram acusados de corrupção de menores, contudo ele e os demais foram inocentados.

Com o término do programa, entrou em crise, mas conseguiu se recuperar com a ajuda de seu parceiro Roberto Carlos e de sua esposa, Narinha. Nessa fase de transição fez sucesso cantando "Sentado à Beira do Caminho" e "Coqueiro Verde", Roberto e Erasmo eram criticados por cantar e compor Rock e de serem americanizados, Coqueiro Verde foi o primeiro samba-rock gravado por Erasmo.

Chegou a dividir uma apartamento com Jorge Ben Jor, apontado com um dos criadores do estilo, no Bairro do Brooklin em São Paulo.

O disco Erasmo Carlos e os Tremendões já é um trabalho transitório na carreira do artista. O LP, de 1969, traz interpretações muito peculiares de canções de compositores da MPB, como "Saudosismo", de Caetano Veloso e "Aquarela do Brasil", de Ary Barroso (lançada no filme Roberto Carlos e o Diamante Cor-de-rosa em que Erasmo atua com Roberto e Wanderléa) e "Teletema" (canção originalmente interpretada por Regininha, sucesso por ter sido tema da novela Véu de Noiva, da Rede Globo), de Antônio Adolfo e Tibério Gaspar, além da primeira gravação de "Sentado à Beira do Caminho".


Letra

Mulher (Sexo Frágil)

Erasmo Carlos

Dizem que a mulher
É o sexo frágil
Mas que mentira
Absurda!
Eu que faço parte
Da rotina de uma delas
Sei que a força
Está com elas...

Vejam como é forte
A que eu conheço
Sua sapiência
Não tem preço
Satisfaz meu ego
Se fingindo submissa
Mas no fundo
Me enfeitiça...

Quando eu chego em casa
À noitinha
Quero uma mulher só minha
Mas prá quem deu luz
Não tem mais jeito
Porque um filho
Quer seu peito...

O outro já reclama
A sua mão
E o outro quer o amor
Que ela tiver
Quatro homens
Dependentes e carentes
Da força da mulher...

Mulher! Mulher!
Do barro
De que você foi gerada
Me veio inspiração
Prá decantar você
Nessa canção...

Mulher! Mulher!
Na escola
Em que você foi
Ensinada
Jamais tirei um 10
Sou forte
Mas não chego
Aos seus pés...

Bad Company - If You Needed Somebody

Bad Company foi uma banda inglesa de hard rock formada em 1973, com sucessos como "Shooting Star", "Bad Company", "Can't Get Enough", "Feel Like Makin' Love", "Ready for Love" e "Silver, Blue and Gold".

Sua formação original foi composta por Paul Rodgers (vocal), Simon Kirke (bateria), Mick Ralphs (guitarra) e Boz Burrell (baixo).

Seu último álbum foi Merchants of Cool (2002), uma compilação ao vivo, com os principais sucessos e mais duas canções novas gravadas em estúdio: "Saving Grace" e "Joe Fabulous".

Seus integrantes originais tinham tocado anteriormente em outras bandas britânicas: Free, Mott The Hoople e King Crimson.

Seu álbum de estréia, homônimo, foi lançado em 1974 pela Swan Song, e figurou entre os cem mais vendidos da década de 1970 na Billboard (5x Multi-Platinum pela RIAA). Nele se encontram alguns dos clássicos do Bad Company, como a faixa título do álbum e Can't Get Enough. Em abril de 1975 a banda retornou com o lançamento do seu segundo álbum, Straight Shooter, que também teve excelentes vendagens (3x Multi-Platinum pela RIAA), e emplacou novos sucessos como Feel Like Makin' Love. A este segundo álbum seguiram-se Run with the Pack (1976), ainda com boas vendagens (3x Multi-Platinum pela RIAA), Burnin' Sky (1977) e Desolation Angels (1979), todos álbuns competentes. Depois do álbum de 1982, Rough Diamonds, o vocalista Paul Rodgers deixou a banda, e a mesma, ao que tudo indicava, estava destinada a se acabar. Rodgers passou a integrar a banda formada por Jimmy Page, ex-Led Zeppelin, denominada de The Firm.

Não obstante, em 1986, a banda retornou com novo vocalista, Brian Howe, apresentando um trabalho completamente diferente daquele que a havia caracterizado até então. O disco Fame and Fortune, em nada se assemelha com o hard rock dos anos 1970, se aproximando muito mais da sonoridade do glam metal americano dos anos 1980, mas sem o figurino espalhafatoso que caracteriza os integrantes habituais deste estilo. Os trabalhos posteriores, até meados dos anos 1990, seguiram esta tendência, sendo que no competente álbum de 1990, chamado Holy Water, a banda conseguiu emplacar uma música de relativo sucesso comercial, a balada If You Needed Somebody. Este disco foi certificado como Platinum pela RIAA. A ele se seguiu o disco Here Comes Trouble (1992), que ainda conseguiu atingir o certificado Gold pela RIAA.

Em 1995 a banda lança novo disco, Company of Strangers, com o novo vocalista, Robert Hart, no lugar de Brian Howe. Em 1997 a banda ainda lança um segundo disco com este vocalista, Stories Told & Untold, com regravações de antigos sucessos da banda e sete novas músicas. O disco é um fracasso comercial. Em 1998, Rodgers e Kirke discutem a possibilidade da banda voltar a sua formação original. Com o lançamento da compilação The Original Bad Company Anthology, de 1999, aparecem quatro novas músicas gravadas com Rodgers.


Letra > Tradução

Se você precisar de alguém hoje à noite (If You Need Somebody Tonight)


Se você precisar de alguém hoje à noite
Se você precisar de alguém hoje à noite
Aqui estou, aqui estou eu,
Se é amor que você precisa em sua vida
Aqui estou esta noite.
Se você quiser alguém para segurar
Pegue minha mão, pegue minha mão,
Se a noite está ficando muito frio
Pegue minha mão esta noite.
Vou te abraçar, vou te amar,
Eu estarei lá bem ao seu lado,
Você nunca vai estar sozinho novamente.
Se o seu coração está faltando alguém
Aqui estou, aqui estou eu.
Se você precisar de alguém hoje à noite
Vou te abraçar, vou te amar,
Eu estarei lá bem ao seu lado,
Você nunca vai estar sozinho novamente.
Se você quer um amor que é forte
Aqui estou, aqui estou,
Em meus braços é onde você pertence
Se você precisar de alguém hoje à noite.
Se o seu coração está faltando alguém
Aqui estou, aqui estou eu,
E se o que você precisa é o meu amor

Aqui estou hoje, aqui estou hoje à noite

Feliz Coração...Deus é Sempre Voce

Alma fraterna, escuta:
Se podes atender,
Mesmo imperfeitamente.
À tarefa que a vida te confia,
Rende graças a Deus! ...
Se alguma alfinetada te aguilhoa,
Se alguma prova sobrevém,
Auxilia, perdoa
E prossegue no rumo
Que o caminho te aponte para o bem ...
Lembra: quantos irmãos, ainda hoje,
Clamam desesperados,
Sob a luta sombria
Dos que se entregam à revolta,
Enceguecidos pela rebeldia! ...
Quantos jazem no leito,
Situando na morte a ultima esperança ...
Quantos caem, aos gritos do remorso,
Na delinqüência que os arrasa ...
Quantos choram, em vão,
As horas que perderam! ...
Recorda tanta gente,
Em pranto, junto a nós,
E nem pela fração de um só momento,
Não te queixes de magoa ou sofrimento ...
Ergue-te de ti mesmo
E busquemos agir
Para estender o bem ao nosso alcance.
Se podes trabalhar
Não fales de amargor,
Desengano, tristeza ou cicatriz,
Porque, servindo aos outros por amor,
Já tens, por Dom de Deus, coração feliz. (Chico Xavier)

sábado, 2 de março de 2013

Don' Let me Down - The Hollies


THE HOLLIES é uma banda britânica de rock and roll formada no princípio dos anos 1960. Eles foram contratados pela Parlophone em 1963 como colegas de selo dos Beatles, e lançaram seu primeiro álbum nos Estados Unidos em 1964 durante a primeira leva da Invasão Britânica. Eles são comumente associados a Manchester, pois vários de seus integrantes originais vinham da cidade e de comunidades vizinhas. Em 2010 a banda entrou para o Hall da Fama do Rock and Roll.

História

O grupo foi criado pelos amigos de infância Allan Clarke, vocalista, e Graham Nash, em meados de 1962. Em seguida juntaram-se Don Rathbone na bateria, Eric Haydock no baixo, e Vic Steele na guitarra-solo. Steele foi rapidamente substituído por Tony Hicks. Em 1963, quando o grupo começou a fazer um certo sucesso, Don Rathbone passou ao posto de "roadie" e foi substituído por Bobby Elliot, considerado por muitos como um dos melhores bateristas ingleses do período do Merseybeat. Apesar de normalmente não ser lembrada como uma das principais bandas de rock dos anos 1960, os Hollies emplacaram diversos sucessos e se tornaram, ao longo da década, o segundo grupo de maior sucesso da Grã-Bretanha em termos de vendagem de discos, atrás apenas dos Beatles. O grupo se caracterizou por impecáveis trabalhos vocais, duplos ou triplos, com Clarke, Nash e Hicks, o que ainda rende comparações com o trabalho feito anteriormente pelos Everly Brothers. Entre as canções mais populares do conjunto, destacam-se: Long Cool Woman in a Black Dress, Stay, Stop In The Name Of Love, Bus Stop, Look Through Any Window, Sorry Suzanne, Jennifer Eccles, The Air That I Breathe, além da antológica He Ain't Heavy, He's My Brother, várias delas com versões em português, escritas ou gravadas por diversos artistas da Jovem Guarda. Em 1967, os Hollies participaram do Festival de Sanremo com a música "Non Prego Per Me", em dupla com o cantor local Mino Reitano, mas, apesar da atitude incomum para os grupos ingleses de rock mais conhecidos da época, a gravação não empolgou os jurados, e a música não passou da primeira fase do concurso. O conjunto passou por várias mudanças em sua formação, sendo a primeira delas a saída de Haydock, por desconfiar que o grupo não estava recebendo os pagamentos a que tinha direito pelos shows e pela venda de discos. Ele foi substituído no baixo por Bernie Calvert em 1966. Em 1968, a canção "King Midas In Reverse", escrita por Nash e gravada com diversos recursos de estúdio que eram usados por grupos como os Beatles e os Beach Boys, não se tornou o sucesso que se esperava, o que fez o grupo voltar à fórmula pop original e lançar Jennifer Eccles com grande sucesso — mas o fiasco desanimou Nash, que vinha tentando impôr um novo estilo ao grupo, sem a respectiva aceitação pelos companheiros. Este fato é apontado pelos críticos de música como a principal causa da saída de Nash do conjunto e sua ida para os Estados Unidos, para integrar o trio Crosby, Stills and Nash. Em seu lugar, entrou Terry Sylvester, que tinha passado antes pelos grupos The Escorts e Swinging Blue Jeans.
No fim de 1971, abatido com a saída do conjunto de seu amigo de infância, Allan Clarke também deixou o conjunto para seguir carreira solo, e foi substituído pelo sueco Mikael Rickfors, então um cantor já popular na Europa. No entanto, apesar de cantar em inglês com facilidade, Rickfors não era fluente na língua, o que lhe rendeu dificuldades (segundo sua própria biografia, de 2002). O grupo mudou de gravadora, passando da Parlophone para a Polydor, e conseguiu um novo sucesso internacional com "The Baby", mas logo em seguida a ex-gravadora lançou a gravação, feita ainda com Clarke no vocal, de "Long Cool Woman", que rapidamente escalou as paradas de sucessos. A conjunção dos fatores fez com Clarke reassumisse o microfone dos Hollies em 1973, onde ficou até 2002. Apesar das diversas mudanças na formação, o grupo continuou a gravar e a fazer concertos durante os anos 1970 e 1980. O Hollies ainda apresenta-se esporadicamente, com apenas dois de seus integrantes originais.
Em Março de 2010 os integrantes dos Hollies Allan Clarke, Graham Nash, Tony Hicks, Bobby Elliot, Erick Haydock, Bernie Calvert e Terry Sylvester entraram para o Rock and Roll Hall of fame.

 Letra

Não Me Deixe Decepcionado

O sol é ofuscado pela presença da lua
A noite caiu a tempo ela estará voltando para casa mais cedo
Deixar a porta aberta ah, aberto, de modo que ela não vai precisar de uma chave
Bloqueá-lo atrás de você baby abrir as cortinas de modo que ninguém pode ver
Há apenas uma coisa na minha mente
Não me deixe decepcionado
Não me deixe decepcionado
Meus sentimentos estão perto do chão

O silêncio é de ouro, ah, para mim há apenas uma escolha
A música do teu riso, ao se propagar de sua voz
A frescura dos verdes, ah, se desvanece, como se tímido demais
Não podem competir com sua beleza, não podia se tentasse
Há apenas uma coisa na minha mente
Não me deixe decepcionado
Não me deixe decepcionado
Meus sentimentos estão perto do chão

Vamos construir alguma coisa para subir em
Fazer um show ao vivo
Não há necessidade de compor, vamos ser real
Dar a todos de que sua doação
Tornar a vida vale a pena viver
Estar vivo é como você deve sentir-se
Ah e não deixe, não me deixe decepcionado
Meus sentimentos estão perto do chão

Não quero que o sol esteja brilhando
Erguendo as sobrancelhas para a lua
Dizendo que eu lhe disse que ela não iria mostrar
Bem, não falo muito em breve
Eu ouço seus passos andando no chão exterior
Bem que poderia ser, eu não sei, eu não sei ao certo
Há apenas uma coisa na minha mente
Não me deixe decepcionado
Não me deixe decepcionado
Meus sentimentos estão perto do chão

Vamos lá para trás, não posso viver sem você
Volte, (eu preciso de você, eu preciso de você, eu) não posso viver sem você
Volte, (Eu quero você, quero você, eu) não posso viver sem você
Volte, (vamos, vamos, vamos, eu) não posso viver sem você
Volte, (Eu te amo, eu te amo, eu) não posso viver sem você
Volte, (eu preciso de você, eu preciso de você, eu) não posso viver sem você