segunda-feira, 14 de maio de 2012

Problemas sociais do Brasil...

video
Diferenças Regionais

Motivos históricos são apontados como responsáveis pelas diferenças regionais, como:

- falta de políticas públicas para a inclusão social da massa populacional vinda abruptamente do processo escravista;
- o processo de industrialização de cunho concentrador;
- a divisão de terras em latifúndios e voltada para uma minoria;
- as baixas taxas de absorção e remuneração da mão de obra e crises econômicas acompanhadas por longos períodos inflacionários mais sentidas pelas classes menos favorecidas.

Algumas regiões não conseguem avançar em decorrência do isolamento geográfico e da ineficiência do poder público para atender várias demandas, como desenvolver a infraestrutura básica, atrair investimentos e gerar empregos. Alguns municípios não conseguem organizar-se localmente.

Outras condições climáticas, assim como as do solo, são elementos que dificultam o progresso em algumas regiões.

A região com maior concentração de pobreza é o Nordeste, que possui áreas com altos índices de miséria e desnutrição, devido a uma estrutura socioeconômica frágil e marcada pela desigualdade social, ocasionalmente agravada pelas secas periódicas da região e inexistência de rios, que impedem o desenvolvimento da agricultura.

Em alguns municípios os investimentos não foram acompanhados por investimentos em municípios próximos, causando inchaço populacional e violência. Em Brasília, que tem o segundo maior PIB per capita do Brasil, o plano de desenvolvimento da capital do país não contemplou as cidades do entorno e resultou na explosão da violência em cidades como Luziânia, onde, a cada mil jovens de 12 a 18 anos, 5,4 morrem assassinados - o maior Índice de Homicídios na Adolescência da Região Centro-Oeste.

Trilha sonora: Que País é esse? - Legião Urbana (Renato Russo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário